Odontologia e gestação: entenda a importância do pré-natal odontológico

Desde o momento em que você descobriu estar carregando um bebê na barriga muita coisa já mudou, não é? A sensação é de que, a partir de agora, será preciso se cuidar em dobro - e, de fato, é assim mesmo. Com tantas mudanças acontecendo no seu corpo, a saúde bucal agora também deve ser acompanhada de perto, e tudo com a ajuda do pré-natal odontológico. Nesse período os cuidados influenciam em uma gestação mais segura.

QUANDO INICIAR O ACOMPANHAMENTO?

Normalmente o primeiro trimestre costuma ser um período mais crítico da gravidez, por isso, o normal é que o pré-natal odontológico comece nos últimos três meses. A frequência e duração dos encontros dependem de mãe para mãe. Nas consultas vamos cuidando da saúde bucal da futura mamãe e conversando sobre aleitamento, hábitos e higiene oral. Cabe a nós influenciar positivamente esta paciente para que ela adote hábitos alimentares saudáveis e se sinta segura e confiante para cuidar do seu bebê da melhor forma.

COMO FUNCIONA O PRÉ-NATAL ODONTOLÓGICO

Se essa é a primeira vez que você ouve falar no termo, vale a explicação. O pré-natal feito com a assistência do dentista nada mais é do que o período da gravidez em que se observa o estado de saúde bucal da gestante. De acordo com a dentista, todo esse processo é feito a fim de evitar o agravamento de problemas já instalados, além de prevenir o surgimento de outras doenças.

É importante deixar claro para nossas pacientes, nessa fase tão linda e também tão cheia de dúvidas, que o tratamento dentário é seguro tanto para ela quanto para o seu filho. Nós dentistas estamos capacitados para administrar medicamentos e anestésicos específicos para esse período, bem como outros tipos de tratamento que julguemos necessário, sempre avaliando cuidadosamente o risco/benefício.

POR QUE É IMPORTANTE?

Da mesma maneira que o acompanhamento com o obstetra é indispensável, visitas regulares ao dentista também são de suma importância. Isso acontece porque a saúde bucal da mãe influencia diretamente na saúde do bebê. Problemas periodontais podem levar a um parto prematuro e nascimento de crianças abaixo do peso, por exemplo. A supervisão de um dentista, portanto, é capaz de garantir uma gravidez mais tranquila.

COMO FUNCIONA A ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA APÓS A CHEGADA DO BEBÊ

Caso o tratamento não possa ser concluído na gravidez por algum motivo, ele pode e deve prosseguir após o parto. E o tratamento odontológico deve fazer parte da rotina da família. O recém-nascido também possui necessidades que devem ser atendidas pelo dentista, por isso, levá-lo ao consultório é fundamental.

O exame da cavidade bucal do bebê é importantíssimo para detectar quaisquer alterações, como, por exemplo um freio lingual muito curto que prejudique a amamentação. Além disso, é importante para os pais já aprenderem como realizar a higiene oral do bebê o quanto antes. Essa, assim como outras orientações só podem ser dadas pelo profissional capacitado para isso.

Fonte: http://www.sorrisologia.com.br

Galeria de Fotos

Agende agora a sua avaliação:

  • * Após recebermos a sua mensagem, entraremos em contato para confirmar a disponibilidade.

Outras Notícias